Como alguns bilionários tomam decisões difíceis e como utilizar isso em sua vida

0

Seja alguém do mais alto escalão em uma empresa, ou do mais baixo, estamos diariamente tomando decisões.

Algumas decisões são mais fáceis, como escolher entre dois produtos em uma prateleira de supermercado, outras, são decisões que podem impactar os próximos anos de uma empresa e com isso a vida de milhares de pessoas.

O fundador da Amazon.com, Jeff Bezos, utiliza a técnica de minimização de arrependimentos, que em outras palavras, consiste em tomar decisões importantes com a seguinte mentalidade: Daqui algumas décadas, eu ter tomado ou não essa decisão, irá me gerar arrependimento?

Confira no link a seguir um trecho dessa entrevista em 1999 (https://www.youtube.com/watch?v=K23LDJsCgjU), quando a Amazon.com já começava a se tornar a gigante da Internet.

Recentemente, em um uma publicação no Linkedin (disponível em inglês https://www.linkedin.com/feed/update/urn:li:ugcPost:6802936122860167168?updateEntityUrn=urn%3Ali%3Afs_feedUpdate%3A%28*%2Curn%3Ali%3AugcPost%3A6802936122860167168%29), o fundador da Virgin Group, Richard Branson, não imagina apenas o que ele lamentaria no seu leito de morte. Ele pensa em como suas decisões serão vistas por seus filhos e netos. “Sempre me pergunto: ‘Isso é algo de que meus filhos e netos se orgulhariam? Vai tornar a vida melhor para as próximas gerações?”

Diferentes abordagens, mas em ambos os casos, sugestões de como tomar decisões importantes. Pode soar um pouco pesado, pensar em se arrepender no futuro, de uma decisão que foi tomada ou não, mas com certeza serve de alerta para nossas decisões.

A outra abordagem, também pensa em um legado, como impactar a família e as próximas gerações? Isso trará algum benefício para a humanidade?

E você, o que leva em conta antes de tomar decisões importantes?