Qualificação no Mercado de Trabalho

Não é porque o jovem, possui, na maioria das vezes, mais dificuldade de conseguir emprego, que isso nunca irá acontecer.

Hoje em dia com a concorrência de busca por vagas no mercado de trabalho, acabamos aceitando empregos que nem sempre são de nossos desejos, mas você já pensou em pesquisar sobre carreiras que correspondem com seu perfil?

Pesquisar sobre a área em que você, estudante, mais se identifica é de suma importância para conseguir seu emprego “ideal”. Mas após a pesquisa é importante se perguntar “você possui as qualificações para a vaga”?

Por trás de cada profissão existe sempre uma pessoa qualificada, por isso mantenha sempre sua vontade de aprender como prioridade.

Abuse de Cursos extracurriculares, use a tecnologia a seu favor. Os cursos gratuitos disponíveis na internet são milhares. Busque também os presenciais em sua cidade ou na cidade mais próxima.

Qualificação nunca é demais, aproveite as oportunidades que estão ao seu redor.

 

Teste sua ideia antes de criar um novo negócio

Com as novas tecnologias e as facilidades que elas trazem, está ocorrendo também um fervilhar de ideias novas e empreendedorismo. As pessoais estão percebendo problemas no mercado aos quais caberiam soluções interessantes.

Mas desde o passo de perceber, estudar a situação, desenhar uma boa alternativa até lançar um negócio, a caminhada é árdua.

A boa notícia é que atualmente está mais fácil testar uma ideia, desde que ela já esteja redonda, ou seja organizada de tal forma que seja fácil explicar a proposta para seu interlocutor e ser compreendida. E o primeiro teste começa aí, apresentando para amigos e familiares para ver se eles captam a sua proposta.

O próximo passo pode ser o lançamento de uma página estática na internet, apenas salientando o que é a sua ideia e pedindo o contato de pessoas que tenham interesse quando ela for lançada.

Essa é a tática mais usual, pois é extremamente simples e ajuda a perceber quantas pessoas estão dispostas a deixar seus contatos a fim de saber mais sobre a sua futura startup. Oferecer um mimo ajuda, como por exemplo um e-book. Isso aumentará o número de pessoas interessadas na questão.

Colocar sua ideia em grupos na internet também é uma opção. Não tenha medo de que alguém “roube” seu projeto, pois geralmente as pessoas copiam algo que já está tendo sucesso. Assim, soltar a ideia em grupos tende a não gerar roubos, e sim boas sugestões e conexões.

Para os mais ousados vale também usarem o crowdfunding (financiamento coletivo). Caso não consiga atingir um número estipulado de pessoas para fazer seu negócio acontecer, pode ser  um sinal de que o mercado não está interessado na sua proposta.

Ou seja, com esses testes simples aumentam suas chances de começar um novo negócio já com mais clareza  e entendimento do potencial de mercado.

Processo seletivo: qual a importância de ser assertivo?

Todos sabem que um bom processo seletivo deve ser feito visando o sucesso e crescimento da empresa, e para isso acontecer seus colaboradores devem ser muito bem selecionados e treinados para um bom resultado.

A nova geração de colaboradores é marcada pelos chamados Millenials, que são caracterizados por jovens que buscam em seu emprego certo dinamismo, ausência de rotina, desafios, rapidez e a ideia de valorização, mas principalmente marcados por não permanecer muito tempo no seu ambiente de trabalho.

Fazer um processo seletivo não é uma tarefa fácil! Diferenciar aqueles que realmente querem vestir a camisa da empresa e tem valores similares daqueles que não se identificam com a cultura e não entregam resultados positivos é função do RH, que deve estar muito atento aos perfis que encontra.

Os maiores erros de uma empresa na hora de divulgar uma vaga são a falta de clareza nas exigências necessárias e os instrumentos para que as fases dos processos ocorram. É importante lembrar que um processo seletivo custa caro, então é preciso que ele seja assertivo, para evitar gastos com a rotatividade de funcionários.

Para o sucesso do processo seletivo, é preciso um planejamento estratégico, tendo como primeiro passo um headhunter atento, preparado e com boas técnicas a fim de detectar nos candidatos o perfil ideal para vaga, que conheça a empresa contratante e saiba qual candidato melhor se encaixa no perfil procurado. O segundo passo é a vaga ser divulgada de maneira transparente, colocando os pontos desejados pela empresa. Assim que os currículos forem recebidos, é necessária uma análise focada para encaminhar as pessoas com maior precisão para os testes e entrevistas. Estes últimos são indispensáveis, aplicação de testes de personalidades, comportamentais e capacitacionais são usados para identificar nos candidatos se eles têm as características que anteriormente foram determinadas, e ainda na entrevista, além de questionar as habilidades e experiências, é interessante entender as expectativas do candidato, e analisá-lo como ser humano, onde ele tem suas vivências e valores, dando outra credibilidade.

É importante que após a contratação desse novo colaborador, ele tenha o acompanhamento para conhecer a empresa, o cargo e a equipe, pois uma boa integração gera a sensação de importância e faz com que ele queira permanecer onde está.

Mesmo que tudo venha sendo muito bem planejado, ainda sim é possível que ocorram erros, visto que o ser humano é muito complexo, sendo assim, quando uma gestão pessoal é de qualidade e composta por recrutadores preparados, as chances do objetivo ser atingido com sucesso  é grande.

Então não se esqueça: quando você definir bem o perfil e ele aparecer em um candidato, seja rápido! Valorize o candidato e tenha certeza que ele também valorizará a oportunidade. Tendo por final, um processo seletivo assertivo.

NÃO COLOQUE TODOS OS SEUS OVOS EM UMA ÚNICA CESTA

O ditado é antigo: Não coloque todos os seus ovos em uma única cesta.

Isso porque, se você cair, se vier a derrubar a cesta, vai perder tudo o que tem. E o mesmo se aplica hoje quando falamos de empresas.

Muitas lojas hoje vendem exclusivamente pela internet, são comércios às vezes com grande volume de saída de mercadorias, e concentram suas vendas em redes sociais como Facebook e Instagram, ou em gigantes como Mercado Livre, Amazon etc. A maior preocupação no entanto, é que muitas vezes a maioria não tem nem um site ou um e-commerce próprio.

E aí vem o perigo! Se amanhã por exemplo o Instagram resolver cobrar para divulgação, se ele cair em desuso, para onde vai esta empresa? Se Amazon e Mercado Livre aumentarem ainda mais as taxas e o lucro cair a ponto de não compensar vender mais por esses canais, o que será feito?

Quando falamos em colocar os ovos em diferentes cestas, alguns empresários inclusive diversificam o ramo, tendo negócios em segmentos diferentes, pois se um não estiver indo bem, o outro pode ajudar a manter os demais por algum período. A grande questão é que cada negócio precisa se sustentar, ainda que possamos ver hoje empresas gigantes que declaram não estar tendo lucro (Uber por exemplo), e o pior, anunciam na verdade seguidos prejuízos.

Mas como falamos principalmente para o empresário comum, que com muito esforço tem pago pesadas cargas tributárias e tem visto uma economia ainda retomando de forma lenta seu crescimento, tal luxo de ter prejuízos seguidos não se aplica neste caso.

Vamos à prática?

Se você vende só pela internet, tudo bem, mas diversifique os meios, divulgue e incentive seus clientes a comprarem de seu próprio site, oferecendo descontos e vantagens exclusivas. Tenha produtos em mais de um lugar para vender.

Se você tem um perfil disposto a aprender e consegue lidar com diferentes situações, a sua cesta pode ser outro segmento. Já pesquisou tendências de negócios para o futuro? Conhece alguém muito fera em algum ramo? Não vale a pena uma sociedade?

Se você tem uma loja física de roupas por exemplo, que tal itens sazonais que complementem e ajudem nas vendas. Um exemplo? Está chegando o fim de ano, que tal expor produtos de moda-praia de algum fabricante local? Além de poder ter maiores margens de lucro, pode também aumentar seu faturamento.

Um salão de beleza pode fazer parcerias com Spa’s, centros de estética e tratamento corporal, indicando clientes e fazendo acordos que sejam bom para todos os envolvidos.

Diversifique sua cesta! E bons negócios pra você!

VESTIBULARES? E AGORA?

Muita calma nessa hora! Os vestibulares são provas que acontecem todo final de ano como uma oportunidade para entrar no ensino superior.

Essas provas exigem um preparo teórico e emocional para que ocorram tudo bem. Faltando um pouco menos de um mês para terem  inicio, não adianta querer aprender e decorar tudo agora pois não dá certo.

Nessa reta final preparamos algumas dicas para vocês:

1°:  leia o editorial dos vestibulares para saber o que você pode ou não levar nas provas, qual a cor da caneta, se pode ou não levar lápis e borracha, Deixe todos os documentos necessários em ordem e prontos para serem utilizados no dia da prova.

 

2°: Procure dormir bem e fazer uma boa alimentação, sem exageros.

 

3°: Faça apenas revisões e não entre em desespero para tentar aprender muitos conteúdos em poucos dias.

 

4°: Fuja de situações de stress, procurando fazer programas que visam a tranquilidade.

 

5°: Faça uma visita ao local de prova para ir se familiarizando com a região. Trace um plano de como chegar ao local. Lembre-se que muitos vestibulares são extremamente rigorosos com relação ao horário de entrada dos vestibulandos. Chegar atrasado pode significar a perda da prova.

 

E para você que é da região do Vale do Paraíba fique ligado em algumas datas de inscrições de provas:

1) UNIVERSIDADE DE TAUBATÉ

Inscrições: até 04 de dezembro de 2020

Prova: 08/12/2020

Valor: R$50,00

2) UNOPAR

Inscrições: disponíveis a partir de 01/10/2019

Prova: 28/10, 30/10, 12/12 e 14/12

Valor: –