COMO TREINAR O CÉREBRO PARA MELHOR MEMORIZAÇÃO

0

Com o uso frequente da tecnologia, como o celular e os tablets, o uso forçado do cérebro para relembrar de fatos passou a ser deixado de lado. Estamos sendo muito expostos a estímulos diferentes a todo momento e com isso o nosso cérebro não está sendo mais capaz de armazenar todas as informações que são expostas – vale lembrar que ele é uma máquina muito melhor do que qualquer hardware.

A memorização está muito ligada a nossa aprendizagem, não apenas no que diz respeito a decorar tudo. Cada pessoa aprende de uma forma, seja através de forma auditiva, visual ou prática, cabendo a cada um fazer uma auto avaliação de qual é a melhor maneira de aprender.

Mas para o dia a dia, seguem algumas dicas de como você pode estimular seu cérebro para memorizar, sem precisar fazer um treinamento muito complexo.

1. Troque os smartphones por caneta e papel

Parece obvio, mas não é! Toda vez que escrevemos o que estamos pensando estamos forçando nosso cérebro a prestar atenção naquele pedaço de papel e na nossa caligrafia, focando em determinada atividade.

2. Métodos Mnemônicos

Essa técnica consiste na elaboração de suportes como os esquemas, gráficos, símbolos, palavras ou frases relacionadas com o assunto que se pretende memorizar, sendo necessário reforçar que isso pode ser criado de qualquer forma, desde que quem esteja fazendo tenha um fácil entendimento.

3. Explique para alguém

Uma das maneiras mais eficazes para aprender é através da repetição. Todo mundo já se pegou apresentando um trabalho para um amigo, tendo ele a função de apenas te observar para criar uma confiança ou corrigir seus erros. Você faz isso umas duas ou quantas vezes for necessário até conseguir decorar tudo. Ou até mesmo quando nos dispomos a explicar o conteúdo de uma matéria que dominamos muito para um amigo, dizemos que aprendemos duas vezes. Tudo isso como uma forma de reforçar nossa aprendizagem.

Isso vale também para quem gosta de falar sozinho. Repetir tudo em voz alta, segundo pesquisas cientificas, já provaram que facilita na retenção de informação.

4. Faça música com conteúdos

Comumente, o que fica na nossa cabeça é a melodia das músicas. Quem nunca se pegou cantando Wannabe das Spice Girls ou Show das Poderosas da Anitta? E que tal usar essas melodias para criar um música com o conteúdo da aula? Muitas vezes temos dificuldades para conseguir criar um sentido na matéria, mas através da música conseguimos criar uma certa conexão e ordem daquilo que aprendemos ligado ao ritmo musical. Apenas tome cuidado para não confundir a musica original com a paródia!

5. Memória Visual

A memória visual é aquela criada pela associação de uma imagem com uma recordação qualquer. Ou seja, uma forma de memorizar é associar uma imagem a um objeto ou característica marcante de alguém. Por exemplo, Maria sempre vai de batom vermelho trabalhar, então eu faço a associação de Maria com seu batom vermelho. Ou historicamente falando, quase todos associam Getúlio Vargas ao seu pijama listrado no dia de sua morte.

Sendo cada um de sua maneira exclusiva de ser, nunca se esqueça de trabalhar a maior máquina e instrumento já criado: o cérebro!