IMPORTÂNCIA DA ORGANIZAÇÃO FINANCEIRA PESSOAL

0

Para crescer profissionalmente e ter tranquilidade no futuro, é preciso organizar as finanças pessoais. Isto porque, quem não faz um uso racional do dinheiro geralmente tende a se endividar e, como consequência, perde oportunidade na hora de conquistar alguns objetivos, como comprar um bem relevante, investir na própria formação ou fazer uma viagem, por exemplo.
Ter um orçamento equilibrado e recursos de sobra requer conhecimento sobre finanças, planejamento e disciplina. Esses são os três ingredientes essenciais para alcançar o que se busca sem ter que se endividar para isso.
Portanto, ter organização financeira pessoal é um requisito para uma vida saudável, sem o estresse que surge quando se tem dívidas em excesso e não se consegue pagar as contas, além de garantir um futuro tranquilo.
Além disso, o controle das finanças é uma condição para que a pessoa possa formar um patrimônio ao longo da vida.
Basta “profissionalizar” a gestão financeira pessoal, fazendo um levantamento da receita e despesas e criar um diagnóstico da situação. A partir daí é possível criar um orçamento para planejar o uso do dinheiro, o que facilita perceber quando algo saiu fora do previsto.
Mas veja bem, consumo e despesas não são investimento. O ideal é você dividir seu orçamento em três partes de forma que o dinheiro dê para todas elas, sendo: despesas, consumo e investimento.
Com boa organização é possível ter dinheiro para tudo, basta não gastar mais do que ganha. É muito prazeroso perceber que após pagar as despesas mensais e se dar ao luxo de alguns consumos supérfluos, ainda ter uma sobra para investir. Este investir pode ser a aquisição de um imóvel, aplicação em instituições financeiras, ou até mesmo um curso.
Tenha em mente que a organização financeira pessoal deve se manter no decorrer da vida e não em períodos específicos. Ou seja, ser uma pessoa bem sucedida financeiramente pressupõe que você tem o hábito de controlar seus gastos e sempre investir o excedente. Não tem como dar errado. Experimente!