COMO ALGUMAS EMPRESAS GIGANTES QUASE FALIRAM, MAS CONSEGUIRAM DAR A VOLTA POR CIMA

0

As dificuldades para se administrar uma empresa são inúmeras, vão desde conhecer um pouco de legislação, marketing, finanças e gestão de pessoas.

E quanto menor a empresa, mais essas questões fazem parte de seu dono, ou sócios.

Não bastassem os desafios de cada negócio, com a pandemia muitas questões podem ter se agravado e o que já era difícil, pode se tornar o fim de um empreendimento.

Separamos abaixo algumas empresas conhecidas, que estiveram perto de encerrar suas atividades, mas conseguiram dar a volta por cima, e também uma pequena amostra do que fizeram para superar um momento de crise.

APPLE: Pouca gente sabe, mas uma das empresas mais valiosas do mundo hoje, já esteve perto de fechar.

Na década de 90, Steve Jobs deixou o cargo de CEO da empresa, e os próximos lançamentos da companhia parecem não ter agradado muito o público. Na virada do século a situação era extremamente delicada, e próxima de quebrar, Steve Jobs foi chamado novamente para comandar a empresa. Fez parcerias, e junto com a equipe conseguiu reverter o cenário.

LEGO: Talvez você não teve um brinquedo LEGO em sua infância, mas certamente já viu a venda em alguma loja.

Também na década de 90, a empresa se viu diante de uma crise aonde cada produto vendido representava perda, e não lucro (é como se a empresa pagasse para vender).

Vídeo games e outros tipos de brinquedos estavam em alta, e o LEGO foi perdendo espaço. Além disso, desde o final da década de 79, quem comandava a empresa eram descendentes de seu fundador, e a verdade é que só começou a melhorar com a vinda de alguém de fora para comandar a empresa.

Apostaram bonecos com identidades conhecidas do público, como Stars Wars e Harry Potter (antes eram os bonecos amarelos sem expressão de sempre).

STARBUCKS: Mais uma gigante que pouca gente sabia que passou por uma grave crise.

E o motivo é quase inusitado, pois a franquia cresceu tanto, e haviam tantas lojas, que isso enfraqueceu a marca e derrubou o lucro dos franqueados (em alguns casos, lojas disputavam clientes estando no mesmo quarteirão).

O fechamento temporário das lojas, investimento em treinamento e reorganização da companhia e franqueados, voltou a colocar a Starbucks nos trilhos.

Separamos apenas 3 empresas, mas existem muitas outras que também passaram por grandes crises, são os casos por exemplo da Nintendo, BMW, Fedex, Ford (essa última novamente com dificuldades, até encerrando sua produção no Brasil).