Processo seletivo: qual a importância de ser assertivo?

0

Todos sabem que um bom processo seletivo deve ser feito visando o sucesso e crescimento da empresa, e para isso acontecer seus colaboradores devem ser muito bem selecionados e treinados para um bom resultado.

A nova geração de colaboradores é marcada pelos chamados Millenials, que são caracterizados por jovens que buscam em seu emprego certo dinamismo, ausência de rotina, desafios, rapidez e a ideia de valorização, mas principalmente marcados por não permanecer muito tempo no seu ambiente de trabalho.

Fazer um processo seletivo não é uma tarefa fácil! Diferenciar aqueles que realmente querem vestir a camisa da empresa e tem valores similares daqueles que não se identificam com a cultura e não entregam resultados positivos é função do RH, que deve estar muito atento aos perfis que encontra.

Os maiores erros de uma empresa na hora de divulgar uma vaga são a falta de clareza nas exigências necessárias e os instrumentos para que as fases dos processos ocorram. É importante lembrar que um processo seletivo custa caro, então é preciso que ele seja assertivo, para evitar gastos com a rotatividade de funcionários.

Para o sucesso do processo seletivo, é preciso um planejamento estratégico, tendo como primeiro passo um headhunter atento, preparado e com boas técnicas a fim de detectar nos candidatos o perfil ideal para vaga, que conheça a empresa contratante e saiba qual candidato melhor se encaixa no perfil procurado. O segundo passo é a vaga ser divulgada de maneira transparente, colocando os pontos desejados pela empresa. Assim que os currículos forem recebidos, é necessária uma análise focada para encaminhar as pessoas com maior precisão para os testes e entrevistas. Estes últimos são indispensáveis, aplicação de testes de personalidades, comportamentais e capacitacionais são usados para identificar nos candidatos se eles têm as características que anteriormente foram determinadas, e ainda na entrevista, além de questionar as habilidades e experiências, é interessante entender as expectativas do candidato, e analisá-lo como ser humano, onde ele tem suas vivências e valores, dando outra credibilidade.

É importante que após a contratação desse novo colaborador, ele tenha o acompanhamento para conhecer a empresa, o cargo e a equipe, pois uma boa integração gera a sensação de importância e faz com que ele queira permanecer onde está.

Mesmo que tudo venha sendo muito bem planejado, ainda sim é possível que ocorram erros, visto que o ser humano é muito complexo, sendo assim, quando uma gestão pessoal é de qualidade e composta por recrutadores preparados, as chances do objetivo ser atingido com sucesso  é grande.

Então não se esqueça: quando você definir bem o perfil e ele aparecer em um candidato, seja rápido! Valorize o candidato e tenha certeza que ele também valorizará a oportunidade. Tendo por final, um processo seletivo assertivo.